O 5G no Brasil

O 5G que chegará ao Brasil, terá maior cobertura e velocidade em comparação ao 4G, e foi anunciado como uma grande revolução para o uso pessoal e para as empresas, principalmente as que trabalham conectadas a Indústria 4.0. A nova rede 5G permitirá que dispositivos sejam interconectados e possam acessar produtos inovadores e utilidades domésticas, desenvolvendo assim a chamada IoT, também conhecida como Internet das Coisas.

Ter um dispositivo 5G tornará o tempo de processamento de download e upload mais curto, transferência de dados mais rápida por segundo e economizará até 90% do consumo de energia do dispositivo. Tudo isso devido à rapidez e eficiência da tecnologia que processa as informações de forma mais ágil.

Essa tecnologia permitirá que vários outros dispositivos em casas ou escritórios sejam interconectados de modo mais eficaz, e suportará celulares e aparelhos que não estão conectados a uma rede wi-fi ou internet com fio. As funções de carros autônomos, telemedicina e cirurgia remota vão melhorar com o tempo de resposta do 5G. Casas e cidades inteligentes serão cada vez mais uma realidade.

Já na visão industrial, a Indústria 4.0 terá ainda mais impacto, como na agricultura, onde o controle será feito em grande maioria de modo virtual. Com essa tecnologia é possível fazer a agricultura inteligente de uma maneira ainda mais eficiente e ter o maior controle das plantações, chips em rebanhos, monitoramento de safras e controle remoto capaz de medir a fertilidade do solo e a umidade em tempo real fazendo com que resulte em alto rendimento para o agricultor.

Para o 5G se tornar uma realidade no território brasileiro era necessário fazer o leilão 5G, que foi encerrado no dia 05/11/2021, movimentando saldo de quase R$47 bilhões de reais, e que conta com cinco operadoras de telecomunicações ganhadoras. Essas empresas adquiriram alguns blocos de frequência de transmissão. Inicialmente, o leilão terminou com seis novas operadoras, mas a empresa Fly Link anunciou sua desistência do leilão na semana seguinte. A indústria de telecomunicações do Brasil tem como as três principais empresas a Vivo, Claro e TIM e elas venceram o lote principal relacionado com a frequência de 3,5 GHz.

Além de novas operadoras e grandes empresas, a Algar Telecom e a Sercomtel também foram ganhadoras do leilão, e ambas já atuam no setor de telecomunicações. Agora, todas as empresas vão investir na implantação do 5G a partir das bandas de frequência que adquiriram, e a franquia terá duração de 20 anos. As operadoras precisam garantir que todas as tecnologias sejam totalmente implementadas até julho de 2022, no entanto, a maioria das cidades brasileiras, mais de 5.500 cidades, não estão prontas para aceitar tais tecnologias, somente 28 das existentes no país têm legislação de antenas 5G.

Sua cidade está preparada para receber essa nova rede?

Quer saber mais sobre a PRO Marking, nossos produtos, serviços e assuntos relacionados à indústria? Não deixe de acompanhar nossas redes sociais:

LinkedIn → https://br.linkedin.com/company/promarking-laser

Instagram → https://www.instagram.com/promarkingsjc/

Facebook → https://www.facebook.com/PRO-Marking

YouTube → https://www.youtube.com/@promarking-rastreabilidade29

Veja mais

Laser do tipo fibra: conheça a tecnologia por trás das nossas máquinas de gravação a laser

SAIBA MAIS

Solda a laser: o guia completo para entender essa tecnologia

SAIBA MAIS

A importância da qualidade na empresa

SAIBA MAIS

Como máquinas de gravação a laser recebem os inputs de comunicação

SAIBA MAIS